20.05.2009


"Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos;

Mateus 5:6"


Meditando nessa palavra começei a analizar realmente o que é a justiça?Pra vc o que significa justiça?Fui buscar no dicionário a palavra "JUSTIÇA" e lá estava:


Justica
s.f. Virtude moral pela qual se atribui a cada indivíduo o que lhe compete: praticar a justiça. / Direito: ter a justiça a seu lado. / Ação ou poder de julgar alguém, punindo ou recompensando: administração da justiça. / Conjunto de tribunais ou magistrados: recorrer à justiça
.


Hoje vemos que a justiça ela tem pedido o fogo original , o ato de fazer justiça, é tão comente, atribuir aculpa a quem de fato tem.Mas não vemos isso.Vemos que o mundo realmente tem perdido a exência de justiça, amor, familia , principios.


A biblia nos fala que"A tua justiça é uma justiça eterna, e a tua lei é a verdade."(Salmos 119:142), realmente só podemos esperar deste mundo isso mesmo, se a verdade não está presente a justiça também não esta.


Agora voltando para o povo de Deus, o que temos refletido sobre justiça?Será que temos vivido a verdadeira justiça?


O apóstolo Paulo foi muito claro ao afirmar: “Não há ninguém que seja justo. Ninguém” (Romanos 3,10b). Com estas palavras percebemos com clareza a nossa condição de seres humanos. Aliás, ao longo da História esta tem sido uma preocupação quase constante na evolução do pensamento e das mentalidades. Trasímaco (c. 460 a.C.), influente pensador da escola sofista, defendia que “poder é direito” no contexto muito particular do relativismo que caracterizava esta linha de pensamento. Platão (427?-347? a.C.), por sua vez, em claro contraste com os sofistas, fala-nos da Justiça, na sua Teoria das Formas, como um “universal”, ou seja, como uma propriedade que pode ser traduzida por um conjunto de coisas particulares diferentes, neste caso as aplicações humanas da Justiça. No entanto, o conceito de “imperativo categórico” no filósofo alemão Immanuel Kant (1724-1804) é o que nos vai trazer uma visão ainda mais elevada do conceito da Justiça, com particular incidência nas implicações éticas da vivência e aplicação dessa Justiça.
O texto bíblico termina com uma visão idílica dos efeitos da aplicação da Justiça de Deus (vs. 6-8). Até a natureza pode alterar de forma óbvia e visível os seus comportamentos quando essa mesma Justiça é aplicada. O v. 9 é praticamente um resumo de toda esta secção que aponta para uma reversão da própria natureza. Assim, quando a Justiça de Deus vingar perante a violência humana, o Paraíso será novamente uma realidade.



Postagens mais visitadas deste blog

Rainha ou Submissa?

Moda: Sim, crente também anda na moda!

Cortes de Cabelo