Santificação I -(Vontade de Deus)

A partir deste texto, estudaremos os aspectos práticos da santificação. Pensando nisso, sabemos que todo cristão é cristão, porque crê em Jesus Cristo como Salvador, Senhor e Deus, se Jesus é Salvador, Senhor e Deus, qual a vontade Dele para a vida do cristão?





“Pois esta é a vontade de Deus: a vossa santificação...” 1 Tessalonicenses 4.3a





Partiremos do princípio que somos santos por causa da salvação que temos pela graça de Deus e mediante a fé na obra salvífica realizada por Jesus Cristo na Cruz. Agora, andar em santidade e ser santo não significa ser esquisito e chato, nem obedecer a um monte de regrinhas. Faça isso! Não Faça isso! Não, não é isso! Fomos salvos para a Glória de Deus, para glorificar a Deus com nossas vidas, seja em atitudes, palavras ou pensamentos. E a santificação é a vontade de Deus para as nossas vidas, se é a vontade de Deus para as nossas vidas, é “boa, perfeita e agradável” (Rm12.2)





O SIGNIFICADO DA PALAVA SANTIFICAÇÃO





Santificação tem a idéia de separação. O Sábado foi separado (Gn 2.3); O Templo (Ex 29.44); Arão e seus filhos foram separados para o serviço do Senhor (Ex 29.44); O povo de Israel (Ex 33.16); E a Igreja (1Pe 2.9). Santificação é a separação por Deus para Deus. Ou seja, o cristão foi separado por Deus para viver para Ele.





“Já estou Crucificado com Cristo. Portanto, não sou mais eu quem vive, mas é Cristo quem vive em mim. E essa vida que vivo agora no corpo, vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e se entregou por mim”. (Gálatas 2.20)





Santificação implica em semelhanças. Com toda a certeza você já deve ter sido comparado com alguém de sua família, pois somos semelhantes aos nossos familiares, seja fisicamente e até mesmo temos o mesmo temperamento. Como já foi falado no texto anterior, quando aceitamos a Jesus Cristo nos tornamos filhos de Deus – Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que crêem no seu nome” (João 1.12).




Se somos filhos de Deus temos que mostrar a semelhança do Pai, mostrar características Dele – “Amados, agora, somos filhos de Deus, e ainda não se manifestou o que haveremos de ser. Sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele, porque haveremos de vê-lo como ele é... Filhinhos, não vos deixeis enganar por ninguém; aquele que pratica a justiça é justo, assim como ele é justo”. (1João 3.2 e 7).




Deus é Santo, se Deus (meu Pai) é santo, eu também tenho que ser Santo, eu tenho que viver em santidade – “Como filhos da obediência, não vos amoldeis às paixões que tínheis anteriormente na vossa ignorância; pelo contrário, segundo é santo aquele que vos chamou, tornai-vos santos também vós mesmos em todo o vosso procedimento, porque escrito está: Sede santos, porque eu sou santo”. (1Pe 1.14-16).





Para refletir:



Você tem demonstrado aos outros que pertence à família de Deus?


Qual é a imagem que as pessoas estão vendo através de sua vida da família de Deus?







Que possamos viver em santidade, fomos separados e somos semelhantes ao Pai, portanto, demonstremos isso. Em nome de Jesus. Amém.





No amor de Cristo,

Postagens mais visitadas deste blog

Rainha ou Submissa?

Como organizar os estudos na faculdade

Vivemos o que cantamos?