Rainha ou Submissa?

Por ( Eu sou preciosa)


Segue mais um devocional do Site Eu sou Preciosa que falou muito ao meu coração, espero de coração que você seja edificado poderosamente.

SIM, o assunto hoje é um pouco delicado. Confesso que Deus teve que me dar uma dose de coragem para começar a escrever esse texto, pois talvez o que eu vou escrever aqui vai de direção contrária ao que a nossa sociedade vive hoje. Vai contra a tudo que foi conquistado pelas mulheres durante todos esses anos, vai contra a mentalidade do século XXI de muitas mulheres que se acham “liberadas”.

Por isso, antes de começar a ler esse artigo, eu quero pedir que você faça uma pequena oração, deixando aos pés do Senhor, tudo aquilo que você acha certo, todos os seus conceitos, porque muitos deles não vieram do coração de Deus. Peça sabedoria a Deus para te fazer nadar contra essa “correnteza feminista” que vivemos hoje, para que assim você venha entender o verdadeiro propósito como mulher, mulher de Deus, virtuosa, preciosa. Amém?

Para muitas mulheres a palavra “submissão” soa uma verdadeira ofensa. Muitas mulheres não aceitam a submissão por não conhecerem o verdadeiro propósito, ou o verdadeiro significado da submissão.
Vamos entender o que o dicionário define submissão:
Submissão s. f.
1. Ato ou efeito de submeter ou de se submeter. = SUBMETIMENTO.
2. Obediência.
3. Sujeição.
4. Humildade.

Como podemos observar, submissão NÃO É SINÔNIMO e NADA TEM A VER COM escravidão, maus tratos e inferioridade; assim como ser humilde não significa ser inferior.
Praticar a submissão equivale a colocar em prática a Palavra de Deus. Se crermos na mensagem da Bíblia para que a nossa alma seja salva, porque temos tanta dificuldade para crer em seus ensinos sobre submissão?

Sujeitando-vos uns aos outros no temor de Deus. Efésios 5:21

Em primeiro lugar, homens e mulheres são exortados a se submeterem um ao outro, o que pra mim significa não ter “cada um em vista o que é propriamente seu, senão também cada qual o que é dos outros.” Filipenses 2:2-4.

A submissão é uma atitude do coração que deve predominar tanto no homem como na mulher. Mas logo abaixo o Senhor nos deixa em especial uma ordem:

Vós, mulheres, sujeitai-vos a vossos maridos, como ao Senhor;
Porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador do corpo.
De sorte que, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres sejam em tudo sujeitas a seus maridos. Efésios 5:22-24

Essa passagem afirma que uma mulher tem de se submeter ao seu marido. Ao fazê-lo, ela demonstra uma atitude de humildade, reconhecendo a autoridade dele como cabeça da família.

Quando falamos em mulheres submissas, pensamos logo na mulher que lava, passa, cozinha, arruma, cuida dos filhos, do marido… Isso também, e não há nada de humilhante nisso!Mas a mulher submissa no mundo de hoje também vai além. Ela é mulher que está ativa no mercado de trabalho. Ela é inteligente, sabe negociar, investir, aumentar o patrimônio da família. Não há nada de errado nisso. A diferença é que essa mulher é humilde o suficiente para saber e reconhecer quem é o cabeça dela, quem está acima dela dentro da sua casa, ela obedece suas opiniões, ela o respeita, ela o admira, e ela se submete de bom grado porque sabe o seu valor como mulher por isso desempenha o seu papel para a glória de Deus e não do homem. Antes por obediência à Deus e depois do homem.

Amada, submissão não é um sinal de fraqueza, pelo contrário, é uma demonstração de força. Uma mulher com espírito e personalidade fortes pode se submeter mais facilmente, pois não se preocupa com os resultados de sua atitude submissa. Ela faz o que é certo diante de Deus e crê plenamente que Ele irá cuidar dela, não importa as circunstâncias. Sua submissão revela a sua sabedoria.

Vamos tomar por exemplo a vida de uma Rainha? Ester. Como todas as mulheres da época, Ester era considerada menor diante dos homens, principalmente diante de rei. E mesmo sendo a rainha, ela precisava ser convidada para entrar à presença do rei. Ela jamais poderia chegar perto de Assuero por conta própria. Sua função real era basicamente obedecê-lo e servi-lo.
Olhando para nós, mulheres do século XXI, como seria humilhante para nós estar nessa posição, não é? Submissão total.
Pois é, mas através dessa submissão, Ester foi um canal de Deus para a salvação de seu povo, que seria exterminado através da ordem de Hamã, o homem que tinha quase tanta autoridade quanto o rei Assuero no seu reino.

Respondeu Ester: Se bem te parecer, venha o rei e Hamã, hoje, ao banquete que eu preparei ao rei. Ester 5:4

Ester, como uma Rainha, tinha muitas servas que poderiam preparar esse banquete para o seu marido, mas ela mesmo o fez. A humilde e submissa Ester, na hora certa, chegou-se ao rei, e intercedeu por seu povo. Sua humildade e submissão porém já haviam conquistado o coração do rei Assuero, que fez segundo o pedido de Ester. Ela agora tinha acesso livre ao rei.

Quanta sabedoria podemos ver nessa mulher, ela não deixou de ser Rainha porque foi fazer comida para o rei, ela não deixou de ser rainha porque servia o rei, essa identidade nunca foi perdida, pelo contrário, foi achada diante de Deus, diante do rei, diante de todo o Reino, inclusive do seu povo, porque ela sabia QUEM ela era em Deus. Ester soube usar a sua submissão para influenciar, e essa influência revelou poder e autoridade extraordinários para uma mulher naquela época.

Por isso querida, ser submissa não quer dizer que você vai perder a sua identidade, a sua força, a sua personalidade. Ser submissa é saber quem realmente somos no Senhor, reconhecer o nosso papel como mulher e reconhecer o papel do homem como líder de nossa casa.

Ester era uma rainha, mas ela também sabia quem era o rei. Em nenhum momento esses papeis foram trocados. A sua submissão influenciou o rei a fazer a sua vontade, mas o rei não deixou de ser rei por isso.

Qual “povo” você tem tentado salvar? O seu casamento? Sua família? O que na sua vida está prestes a morrer e você precisa urgentemente salvar?

Talvez o seu casamento esteja desmoronando exatamente por você não reconhecer o seu papel como mulher. Talvez esse mundo contrário tem feito você acreditar que a mulher deve está acima do homem, que a mulher é melhor do que o homem, deve dominar o homem. Somos sim, muito preciosas e importantes para a vida do homem, Deus nos criou com esse propósito, o próprio Deus reconheceu isso ao dizer:

Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea” Gênesis 2:18

Olha a importância da criação da mulher, olha como o homem não pode ir muito longe sem nós, mulheres. O homem precisa de nós, mas o homem deve ser o líder minha amada, ele precisa dessa posição, ele precisa desse respeito para não perecer. É instinto do homem dominar, não queria competir esse papel com ele.

Acredito muito numa frase que diz: Por traz de um grande homem, existe sempre uma grande mulher.

E essa frase se encaixa exatamente nesse contexto: Por traz de um grande homem, existe uma grande mulher que o ajuda ser esse grande homem. Afinal, se por traz desse grande homem tivesse uma mulher maior que esse homem, esse grande homem não existiria não é mesmo?

Então minha amada, você quer ter um grande homem? Um grande marido? Um grande amigo? Um grande companheiro? Seja uma grande mulher ajudadora. Abrace as missões do seu marido, influencie, conspire a favor do sucesso dele e você será capaz de salvar o seu mundo, o seu “povo”, e ser digna de ser reconhecida com toda a honra de ser submissa, com toda a honra de ser uma rainha.

Que o Senhor te faça essa rainha submissa para esse tempo, que o Senhor te dê uma sabedoria divida para reconhecer com humildade esse papel tão precioso em uma sociedade tão deturpada com o modismo do autoridade da mulher. Que sejamos antes uma mulher de Deus, com propósitos de Deus, para uma vida de compromisso com Deus e com o Reino de Deus. Ae sim, vamos ser capazes de influenciar com sabedoria todos que estão à nossa volta e desfrutar os frutos de uma vida plena e convicta na presença do Senhor.

No amor de Cristo,

Postagens mais visitadas deste blog

Moda: Sim, crente também anda na moda!

Cortes de Cabelo